Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Comitiva da Abruem segue em Missão Internacional na França

Ensino Superior

Comitiva da Abruem segue em Missão Internacional na França

A comitiva da Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (Abruem), que está em Missão Internacional na França desde o último dia 26, foi recebida, no dia 30, no Conservatório Nacional de Artes e Ofício (CNAM), em Paris, pelo administrador geral, Olivier Faron, que falou sobre os objetivos e atividades desenvolvidas no Conservatório. Após o encontro, a delegação realizou uma visita às instalações do Museu de Artes e Ofícios do CNAM (foto acima). No mesmo dia, esteve na Cidade Internacional Universitária de Paris (Ciup) e na Casa do Brasil no Ciup. A Comitiva deixou Paris no dia 01 deste mês, partindo para compromissos em Clermont-Ferrand. O reitor da UEM, Júlio Santiago Prates Filho, faz parte da missão, que ficará em território francês até o próximo dia 7. 

 

Missão

A Missão Internacional da Abruem acontece todos os anos, sempre na perspectiva de contato com a realidade educacional estrangeira, visando o aprimoramento e a melhora do ensino superior no Brasil. Serão visitadas, ao todo, quatro cidades francesas (Paris, Clermont-Ferrand, Toulouse e Bordeaux). Entre as atividades da missão neste ano, estão previstas visitas a instituições francesas de ensino superior e de formação técnica e profissional, além de reuniões. No ano passado, a comitiva da Abruem visitou a Coréia do Sul, com passagem por 10 universidades e uma reunião como Conselho de Reitores das Universidades daquele país.

Segundo o reitor da UEM, a missão ajudará a conhecer melhor os diferentes sistemas franceses de ensino e formação profissional, técnica e científica, estabelecer novas parcerias de mobilidade estudantil e reforçar as parcerias existentes entre instituições francesas e brasileiras, além de identificar outras possibilidades de parcerias com instituições da França. Atualmente, a UEM possui acordos de cooperação internacional com três instituições francesas, e outros sete estão em fase de negociação.